Bichectomia

Bichectomia

A bichectomia é um procedimento da Harmonização Facial e é indicada para afinar o rosto na região das bochechas, dando aquele ‘efeito blush’ sendo também é indicada para pessoas que mordem muito a bochecha. É um procedimento seguro e de recuperação rápida. 

A bichectomia é procedimento de remoção da bola de Bichat ou corpo adiposo da bochecha que tem ganhado cada vez mais adeptos e despertado a curiosidade do público. 

Tratar-se de um procedimento estético/funcional que visa à redução do volume das bochechas aumentando a evidência da proeminência do malar e o contorno da mandíbula tornando a face mais harmônica. Este procedimento também propõe aumentar o espaço entre a bochecha e os dentes, ajudando pacientes que mordem muito a bochecha.

A remoção é cirúrgica e relativamente simples. O procedimento é feito com anestesia local e o pós-operatório é bem parecido com a extração do terceiro molar siso). Os resultados começam a aparecer aproximadamente em 15 a 20 dias e a sua remodelação total em 3 meses.

A bichectomia na Harmonização Facial exige cuidados

A gordura de Bichat não tem função estrutural ou de sustentação, sendo diferente dos demais compartimentos de gordura do rosto, portanto sua retirada não fará falta no processo de envelhecimento. 

Quando jovem ela está localizada mais superiormente e é responsável pelo formato arredondado da face, mas depois vai caindo e passa a deixar o rosto mais quadrado. Portanto, a bola de Bichat aumentada não faz falta na velhice. 

A bichectomia precisa ser muito bem indicada. É preciso que o profissional tenha treinamento em bichectomia na Harmonização Facial , não só para realizar a cirurgia da melhor maneira possível, mas também para saber avaliar qual a real necessidade do paciente. Mas muitas vezes, e isso não é raro, o paciente que nos procura precisa de tratamentos associados para ter o resultado satisfatório. Às vezes eles precisam um lifting facial ou mesmo uma simples lipoaspiração da região sub mentual. O paciente não pode ser visto como uma gordurinha isolada. 

É importante o uso da faixa compressiva durante o tempo indicado pelo profissional.

Contraindicações

As contraindicações podem ser definitivas ou temporárias e são bem parecidas com as de outras cirurgias intraorais: pacientes submetidos à radioterapia ou quimioterapia; infecções locais ou sistêmicas; trismo; cardiopatias severas; pacientes sistemicamente não compensados; deficiência de fatores de coagulação; problemas hepáticos e renais graves; dificuldade em alcançar o que o paciente deseja, além de pacientes menores de idade e grávidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *