Você toma alendronatos/bisfosfonatos? Muita Atenção!

Saiba o risco que você está correndo:

Os bisfosfonatos (exemplos de nomes comerciais: Minusorb, Alendronato sódico, Alendil, Fosamax, Ostenan) são uma classe de medicamentos que têm por função a inibição da atividade dos osteoclastos (células que “destroem” osso), interferindo na remodelação e no turnover ósseo, portanto, interferindo na fabricação e reabsorção óssea.
Estes medicamentos são utilizados no tratamento de doenças malignas metastáticas (tumores ósseos) e em outras doenças ósseas como osteoporose e doença de Paget.
Uma importante complicação do uso destes medicamentos é denominada de Osteonecrose dos Maxilares e vem sendo observada nos pacientes usuários crônicos, caracterizando clinicamente por exposições (aberturas) ósseas na região maxilofacial. É a necrose (morte) do osso que foi submetido à cirurgia,
que não consegue cicatrizar-se de maneira adequada, levando à morte celular e necessitando a remoção do bloco ósseo necrosado, muitas vezes deixando sequelas e mutilando o paciente.
Nos últimos anos a literatura científica vem descrevendo diversas associações entre osteonecrose dos maxilares e o uso de bisfosfonatos/alendronatos, sendo o primeiro caso publicado em 1995.
Estas necroses ósseas estão relacionadas aos procedimentos cirúrgicos em osso, como por exemplo as extrações dentárias, implantes dentários e enxertos ósseos. 
Os cuidados bucais destes pacientes devem ser semelhantes àqueles aplicados aos pacientes candidatos à radioterapia de cabeça e pescoço.

É de extrema importância comunicar ao seu dentista o uso desta classe de medicamentos, para que seja avaliado o melhor momento para a intervenção cirúrgica odontológica, minimizando o risco de necrose óssea.Não faça qualquer cirurgia na boca sem comunicar previamente o seu dentista se você faz o uso destes medicamentos!

Você tem dores na ATM (DTM)? Saiba o que fazer

Assim como temos as articulações dos joelhos ou dos cotovelos, também temos duas articulações na boca. Estas articulações são denominadas de articulações têmporo mandibulares (ATM). Podemos percebê-las ao colocarmos os dedos logo a frente das nossas orelhas e abrirmos e fecharmos a boca. Estas saliências que sentimos movimentarem-se são os côndilos da mandíbula que deslocam-se para frente e para baixo ao abrirmos a boca.

 

Estes côndilos articulam-se com uma cavidade na base do crânio denominada fossa mandibular e com uma saliência denominada de eminência articular. Quando estamos com a boca fechada os côndilos encontram-se na fossa mandibular, ao abrirmos eles se deslizam para a eminência articular. Entre estas duas estruturas ósseas existe um pequeno disco articular de fibrocartilagem que ameniza o trauma entre elas. Estes discos acompanham o movimento de abertura e fechamento da boca. Toda vez que este disco não acompanhar este movimento a pessoa estará sujeita a sinais e sintomas como estalidos, zumbidos ou sensação de areia no ouvido, acompanhados ou não de dor.

Este quadro de deslocamento anormal do disco pode se dar de duas maneiras: com redução ou sem redução. O deslocamento de disco com redução é aquele onde o disco escapa na abertura da boca mas volta no fechamento. No deslocamento sem redução o disco não retorna à posição original, mantendo-se deslocado.

Os quadros descritos acima são denominados de artralgias (dores nas articulações ) quando há dor presente. Há também os quadros de mialgias (dores musculares) presentes em pacientes com hábitos parafuncionais.

Hábitos parafuncionais são todos aqueles movimentos que se faz com a boca além da mastigação e da fala, como roer unhas, apertar ou ranger os dentes, uso de goma de mascar por tempo prolongado etc.

Para que o nosso corpo faça qualquer movimento precisamos dos músculos, nossa boca não é diferente, utiliza-se de músculos para abrir e fechar. Qualquer músculo que seja muito exigido entra em fadiga e manifestará dor.

As mialgias de ATM são causadas por estes hábitos parafuncionais que estressam os músculos causando dor.

As artralgias quando acompanhadas de dores severas podem necessitar de procedimentos cirúrgicos. Já as mialgias reagem muito bem aos tratamentos clínicos não cirúrgicos.

Se você sente dores nos músculos da face ao abrir ou fechar a boca, observe se você tem hábitos parafuncionais. O simples abandono destes hábitos e fisioterapia, como compressas normas, podem ser suficientes, em muitos casos, para amenizar a dor.

Procure um especialista sempre que apresentar qualquer um destes sinais e sintomas.

Check up digital: você já fez o seu?

Na Odontologia Tolentino você faz seu check up digital com qualidade e rapidez.

 

É assim que visualizamos seu dente no check up:

 

No planejamento inicial é feita a avaliação clínica, a solicitação de exames radiográficos digitais ou tomográficos em 3D conforme a necessidade do caso, e o check up digital como complemento.
É a tecnologia a serviço da odontologia.